Corinthians surpreende Palmeiras no Allianz e é bicampeão paulista

Escrito por
Atualizado: Abril 9, 2018

Visitantes fazem 1 a 0 no tempo regulamentar e aguentam a pressão. Na decisão por pênaltis, equipe de Carille foi mais efetiva para triunfar

O Corinthians conquistou o biecampeonato paulista ao vencer o Palmeiras por 1 a 0 no tempo regulamentar e por 4 a 3 nos pênaltis.

O jogo foi cercado de polêmicas e nervosismo de ambas as equipes, como todo bom Dérbi. Com um polêmico pênalti para o Palmeiras apitado pela arbitragem, que depois voltou atrás.

Corinthians surpreende

A vantagem obtida na partida de ida pelo Palmeiras naufragou logo a 2min de jogo. Mateus Vital avançou pela esquerda e tocou para Rodriguinho. O meia chutou ao gol, a bola bateu em Victor Luis e enganou Jailson.

O Palmeiras teve oportunidade de marcar pouco depois. Aos 6min, Lucas Lima cobrou falta na área. A bola chegou em Willian que cabeceou para empatar. Mas o bandeirinha marcou impedimento.

Atrás no placar, o Palmeiras dominava, enquanto o Corinthians se preocupava apenas em se defender, frequentemente com seus 11 jogadores atrás da linha da bola. Aos 6min, Marcos Rocha cobrou lateral dentro da área. Cássio falhou, e Borja quase empatou de cabeça.

Aos 11min, nova oportunidade. Dudu tocou para Bruno Henrique. O volante chutou forte, no cando direito do gol corintiano.

Novo lance gerou reclamação dos palmeirenses aos 32min. Dudu tocou para Borja, que se atirou após ser segurado por Ralf. O juiz Marcelo Aparecido de Souza mandou seguir o jogo.

Dominante durante a maior parte do primeiro tempo por conta da necessidade de empatar, o Palmeiras obteve 67% de posse de bola.

Polêmica 

A segunda etapa começou na mesma toada, com o Palmeiras dominando a posse de bola. O técnico Roger Machado colocou Keno no lugar de Willian, na tentativa de explorar mais as jogadas pelas laterais. O time, porém, não conseguia superar a forte barreira defensiva imposta pelos corintianos.

O lance mais polêmico do segundo tempo ocorreu aos 26min, quando Dudu caiu na área após corte de Ralf. A arbitragem inicialmente marcou o pênalti, que não ocorreu. No entanto, alertado pelo quarto árbitro, Marcelo Aparecido de Souza voltou atrás após 8 minutos de paralisação, causando forte reação dos palmeirenses. Na confusão, Balbuena e Moisés levaram cartão amarelo.

Depois do recomeço do jogo, o jogo retomou o ritmo que havia desde o início do segundo tempo, de ataque palmeirense contra a defesa corintiana. Aos 44min, Dudu recebeu falta na entrada da área. Na cobrança, Marcos Rocha chutou perigosamente para fora.

Quatro minutos depois, Keno fez grande jogada pela direita, passou por três adversários e cruzou. Mas Thiago Santos, que havia entrado no lugar de Bruno Henrique, não conseguiu cabecear para as redes.

No final do jogo, o Corinthians ainda teve duas boas oportunidades. Na cobrança de um escanteio aos 50min, Lucca quase surpreendeu Jailson, que fez uma bela defesa. Dois minutos depois, foi a vez de Sidcley invadir a área pela esquerda e bater cruzado. A bola passou com perigo à esquerda do gol do Palmeiras.

Aos 54min outro lance polêmico: em cruzamento na área, a bola bateu no braço do zagueiro Henrique. O juiz nada marcou.

Vitória do Corinthians nos pênaltis

Na decisão por pênaltis, os corintianos mostraram melhor aproveitamento. Danilo, Romero, Lucca e Maycon marcaram. Fagner chutou para fora. Pelo Palmeiras, Dudu e Lucas Lima tiveram suas cobranças defendidas por Cássio. Victor Luis, Marcos Rocha e Moisés marcaram.

Com o título, o Corinthians voltou a ser bicampeão paulista, depois de 35 anos. A última vez que isso tinha acontecido foi na Democracia Corintiana, em 1982 e 1983, no time liderado por Sócrates e Casagrande. Também foi a primeira vez que o Corinthians conquistou o título paulista jogando no Allianz Parque, estádio do Palmeiras inaugurado em 2014.

FICHA DO JOGO

Palmeiras 0 x 1 Corinthians (pênaltis: 3 a 4)

Local: estádio do Allianz Parque, em São Paulo

Juiz: Marcelo Aparecido de Souza

Cartões amarelos: Cássio, Romero, Fagner, Balbuena e Rodriguinho (Corinthians); Dudu e Moisés (Palmeiras)

Gol: Rodriguinho, aos 1min do primeiro tempo

Palmeiras: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Bruno Henrique (Thiago Santos), Moisés e Lucas Lima; Willian (Keno), Borja (Deyverson) e Dudu. Técnico: Roger Machado

Corinthians: Cássio; Fágner, Henrique, Balbuena e Sidcley; Ralf, Maycon, Jádson (Emerson Sheik), Rodriguinho e Mateus Vital (Danilo); Romero (Lucca). Técnico: Fábio Carille

FONTE: R7.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *