Corinthians aposta em concorrência para possível venda de Balbuena

Escrito por
Atualizado: junho 11, 2018

Multa rescisória do zagueiro paraguaio é de 4 milhões de euros (R$ 17,4 milhões), valor considerado baixo pelo Corinthians

O Corinthians sabe que dificilmente Balbuena não será vendido nesta janela de transferências do meio do ano, a mais movimentada da Europa. Com uma multa rescisória de cerca de 4 milhões de euros (R$ 17,4 milhões), valor considerado baixo, o Timão sabe que a concorrência pelo zagueiro pode aumentar as cifras da negociação.

O empresário do jogador disse que “houve interesse reiterado da Lazio (da Itália), também do Celta (de Vigo, da Espanha), mas existe uma proposta melhor, mais firme”. O jornal português Record publicou que o Sporting (POR) está perto de fechar com o zagueiro por 7 milhões de euros (R$ 30 milhões).

Com a concorrência, possivelmente uma negociação custará mais de 4 milhões de euros. Porém, o Corinthians pode não ver o lucro aumentar, já que a tendência é de que os empresários de Balbuena peçam essa diferença em luvas (bônus pela assinatura de contrato). Ou seja, embora os clubes europeus tenham sinalizado que podem pagar um valor maior pela operação, apenas a multa pode ser repassada ao Timão e o restante do dinheiro ir para o jogador e seus agentes.

Assim, o Corinthians aguarda por alguma proposta pelo zagueiro. O diretor de futebol Duílio Monteiro Alves disse que ainda não chegou alguma oferta oficial, mas admite que a saída de Balbuena é uma situação “mais evidente”.

– Para nós não chegou nada, temos conhecimento da entrevista do empresário do Balbuena, que citou alguns clubes interessados nele, mas até agora não chegou nada ao Corinthians. Seria a situação mais evidente, vamos dizer assim, poderia ser uma possibilidade. Mas, para nós, não chegou nada – disse Duiílio.

Balbuena renovou em abril seu contrato até o fim de 2021. Como o antigo vínculo ia apenas até o fim desta temporada, o Corinthians aceitou colocar a multa pelo zagueiro em 4 milhões de euros. O Timão detém 100% dos direitos econômicos do jogador.

FONTE: LANCE

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.