Esporte

Contratação do Goleiro Bruno faz time do Rio Branco/AC perder o único patrocinador

Supermercado acaba parceria de 14 anos. Por medo de boicote pelo acerto do Rio Branco com Bruno, condenado pelo assassinato de Eliza Samudio

Outra vez a mesma história.

Dirigentes de um clube pequeno, minúsculo no cenário nacional, anuncia que está contratando o goleiro Bruno, condenado a 20 anos e nove meses por homicídio da modelo e mãe do seu filho, Eliza Samudio, ocultação do corpo, sequestro e cárcere privado.

Mas que a Justiça brasileira o liberou depois de nove anos de prisão.

A sociedade se revolta.

E passa a pressionar os patrocinadores deste clube.

Promete boicotá-los se continuar a dar dinheiro à equipe que tem como goleiro um condenado por homicídio.

Com medo dos prejuízos, o patrocinador desiste do clube.

Assim como ele não foi jogar no Poços de Caldas, no Barbalha, no Tupi, no Fluminense de Feira de Santana.

Nem voltou ao Boa Esporte.

É o que está acontecendo agora no Acre.

Para prejuízo de 90 crianças.

O Rio Branco anunciou a contratação de Bruno para a disputa da Quarta Divisão do Campeonato Brasileiro.

A revolta da população acreana foi enorme.

E a rede de supermercados Araújo, que mantinha parceria de 14 anos com o Rio Branco, suspendeu o patrocínio.

O único do clube.

Enquanto Bruno estiver no Rio Branco, não haverá mais dinheiro dos supermercados Araújo.

Contratação de Bruno prejudica 90 garotos da base do Rio Branco

O pior é que o apoio financeiro garantia a ajuda de custo e a alimentação de 90 garotos de base do modesto clube.

O presidente do Rio Branco, Valdemar Neto, segue sendo muito criticado pela contratação.

Ele anunciou em vídeo, sorrindo, a chegada de Bruno, no domingo.

“Olá, torcida rio-branquina e todos aqueles que seguem o Rio Branco nas redes sociais. Quero comunicar a vocês a mais nova contratação do Rio Branco. Eu digo, a maior contratação do Rio Branco esse ano e uma das maiores de sua história. Trata-se do goleiro Bruno Fernandes, ex-Flamengo, que chega na nossa capital essa semana pra vir compor o elenco do Rio Branco nessa temporada.”

Desde então, as redes sociais e os veículos de comunicação do Acre passaram a atacar o clube e o supermercado Araújo

O empresário Adem Araújo mandou publicar uma nota oficial anunciando a suspensão do patrocínio, porque as pessoas ameaçavam não comprar mais nos seus supermercados.

Já há mobilização para protestos na capital do Acre contra a presença do jogador.

A previsão é que ele se apresente na sexta-feira, dia 31.

Bruno deu uma entrevista ao site acreano Notícias da Hora.

E outra vez mostrou que não se importa com a opinião pública.

“O que importa pra mim, que tenho uma oportunidade de trabalhar! O clube me fez uma proposta é eu aceitei e ponto final.

“O que os demais pensam ou não… Eu respeito!

“Mas, não tem que falar de justiça ou não! Eu não faço leis. Quem faz está no governo! Eu apenas cumpro à risca o que a justiça determina!

“O resto pra mim não importa! O que importa é a opinião de pessoas que vão somar na minha vida e acreditam que eu posso dar a volta por cima!”

Em março, Bruno anunciou que havia fechado contrato com empresa que o garantiu que o levaria para jogar na Europa.

Antes, jogaria em uma equipe da Segunda Divisão do Rio de Janeiro.

Por isso estava treinando em Arraial do Cabo.

Em maio, o contrato foi rompido.

A rejeição da sociedade a Bruno segue fortíssima.

Chegou no Acre.

O Rio Branco já perdeu seu único patrocinador…

FONTE: R7.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com