Brasil ganha do México de virada e é tetracampeão mundial sub-17

Escrito por
Atualizado: novembro 18, 2019

No estádio Bezerrão, em Brasília, os mexicanos abriram o placar com González e os brasileiros viraram com Kaio Jorge e Lázaro, nos acréscimos

O Brasil é tetracampeão mundial sub-17. A seleção brasileira venceu o México de virada por 2 a 1, no estádio Bezerrão, em Brasília, na noite deste domingo (17).

Os três gols foram no segundo tempo. Os mexicanos abriram o placar com González e os brasileiros viraram com Kaio Jorge e Lázaro.

Pressão brasileira

Os primeiros vinte minutos da partida praticamente só a seleção brasileira atacou. A equipe apresentou bom toque de bola e gerou algumas chances de gols, mas os garotos não tiveram calma para acertar nas finalizações.

O atacante Veron foi um dos destaques. Aos 13 minutos, Yan cruzou da direita, Kaio Jorge não alcançou e a bola sobrou para o atacante do Palmeiras, que tocou por cima do gol do México.

Três minutos depois, a trave salvou os mexicanos. Na área, Kaio Jorge rolou para tráss e Peglow acertou de primeira, mas ficou no travessão.

Veron poderia ter aberto o placar mais uma vez aos 22 minutos. O atacante fez bonita jogada e chutou rasteiro. A bola passou pertinho do gol do goleiro Garcia.

México equilibra

A primeira oportunidade real de gol mexicana foi aos 26 minutos e foi de bola parada. Álvarez cobrou falta na entrada da área e passou raspando à trave de Donelli.

O Brasil respondeu e novamente com o atacante Veron. Patrick cruzou para o camisa 7 bater de primeira. Mas saiu fraquinho e Garcia defendeu.

No último munito do primeiro tempo, Gabriel Veron driblou um mexicano e chutou firme de pé esquerdo. A defesa desviou para escanteio. Na cobrança de escanteio, foi a vez de Kaio quase marcar, depois de um cabeceio por cima.

Segundo tempo

Os meninos brasileiros voltaram do intervalo com a mesma determinação da primeira etapa. Com domínio do meio-campo e toque de bola preciso chegavam fácil ao gol mexicano, mas continuaram a falhar nas finalizações.

Aos 6 minutos, Peglow foi lançado na esquerda e cruzou para Kaio Jorge bater de primeira. A bola passou por cima do gol.

Se não acertava chegar com a bola em movimento, Patrick tentou de fora da área. Garcia conseguiu espalmar para fora.

Aos 16 minutos, Peglow dominou na área e chutou forte, pertinho da trave mexicana.

Quem não faz…

Os erros de finalização foram ainda mais sentidos aos 20 minutos. Na esquerda, Pizzuto cruzou, González subiu no meio da zaga, cabeceou no canto direito de Donelli e abriu o placar para o México.

A seleção sentiu muito o gol sofrido e as jogadas ficaram precipitadas. O Brasil tentava pelo meio e erravam os passes.

Aos 27 minutos, Veron tocou para Diego Rosa, que chutou de primeira, na entrada da área, à esquerda do gol do México.

VAR em ação

Aos 35 minutos, Lázaro recebeu na área e Guzman tirou. A sobra ficou para Daniel Cabral, que arriscou de fora da área e acertou o travessão. No rebote, Veron cabeceou por cima.

O árbitro foi chamado para verificar um carrinho na área em Veron. O árbitro Andris Treimanis, da Letônia deu o pênalti. Kaio Jorge cobrou e empatou.

Virada

A virada brasileira veio de novo com Lázaro, que já tinha feito o gol na semifinal contra a França. Nos acréscimos, o jogador do Flamengo fez 2 a 1.

FONTE: R7.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.