Esporte

Botafogo alega uso irregular do VAR e quer anular jogo contra Palmeiras

Alvinegro diz que decisão do árbitro não pode ser alterada após reinício da partida; pedido se baseia na regra 5 da FIFA e no protocolo 8.12 do VAR

 

As polêmicas do confronto entre Botafogo e Palmeiras, que aconteceu no último sábado, transcenderam as quatro linhas. De acordo com o repórter Tiago Veras, da Rádio Tupi, o departamento jurídico do Alvinegro vai pedir a anulação da partida junto à CBF nesta segunda-feira.

O pedido baseia-se na regra 5 da FIFA e no protocolo 8.12 do VAR. A alegação é de que a decisão do árbitro principal não pode ser alterada após o reinício da partida. Assim, para o Botafogo, o protocolo do árbitro assistente de vídeo não foi seguido corretamente no lance que definiu o jogo à favor do Palmeiras, vencedor do confronto por 1 a 0.

Relembr o lance

​O lance em questão começa em um chute de Dudu que o goleiro Gatito Fernández soltou. O atacante Deyverson partiu para o rebote, mas ao ser pisado pelo zagueiro Gabriel, foi ao chão. O árbitro Paulo Roberto Alves Junior, inicialmente, deu cartão amarelo para o palmeirense por simulação. Mas, ao ser alertado pelo VAR, houve a revisão do lance e a marcação o pênalti – convertido por Gustavo Gómez.

O Botafogo, porém, aponta para o fato de que, após o amarelo para Deyverson, a partida chegou a ser reiniciada. Gatito repôs a bola em jogo dar um passe para Gabriel, que devolveu ao goleiro antes que Paulo Roberto paralisasse o confronto para receber o aviso do VAR.

FONTE: LANCE

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com