Esporte

Atlético Mineiro é eliminado nos pênaltis na Copa Sulamericana

Treinador do Galo mantém confiança na sequência do trabalho, mesmo após a saída do clube na semifinal da Sul-Americana, eliminado pelo Colón-ARG, em casa, nos pênaltis

A situação no Campeonato Brasileiro é de conseguir vitórias e se distanciar da ameaça de zona de rebaixamento, em um sequência de seis derrotas no torneio. A Sul-Americana passou para o Atlético-MG, eliminado para o Colón. Momento de turbulência e forte pressão da torcida do Galo. Entretanto, ao menos por ora, Rodrigo Santana adotou discurso de continuidade no comando técnico.

m entrevista após vencer o Colón no tempo normal, mas sair da Sul-Americana nos pênaltis, Rodrigo Santana citou que não vê o cargo ameaçado pelos resultados ruins sequenciais. Ao afirmar isso, o jovem treinador ainda disse que a “diretoria tem homem de palavra”, dando a entender que já lhe foi passada informações sobre a confiança no trabalho.

– Hoje eu te confesso que estou triste pela eliminação. Mas, em momento nenhum, eu senti meu cargo ameaçado. A diretoria tem homem de palavra, e passa confiança para a gente. O Sette Câmara (presidente), Lásaro (vice), Rui (diretor) e Marques (gerente). Sempre nós deixaram tranquilos no trabalho. Não é qualquer diretoria que pega sete derrotas e mantém um treinador que está na primeira Série A dele. Se eles pregam essa confiança, é sinal que existe trabalho, existe gestão e confiança do elenco – disse o treinador.

“Sabemos como é o futebol, há os resultados, alterações de treinadores. As vitórias não vêm e o pessoal começa a falar que tem “fulano de tal” livre. Eu não olho para isso, eu olho cegamente só para o meu trabalho” (Rodrigo Santana).

O Brasileirão é agora a única caminhada do Atlético na temporada 2019, marcado por derrota na final do Campeonato Mineiro para o Cruzeiro, eliminação na fase de grupos da Copa Libertadores – algo inédito desde que o clube retornou a disputar o torneio, em 2013 – e saída da Copa do Brasil nas quartas de final, outra vez diante do maior rival.

Faltando 18 jogos para o Galo disputar nos pontos corridos, a meta inicial é de voltar a vencer. Agora, são dois jogos em casa para tanto. Para Rodrigo Santana, o espírito da vitória no tempo normal contra o Colón deve se repetir para a remontada da equipe no Brasileirão.

– O foco muito grande na Sul-Americana. Infelizmente acabou o sonho hoje. Isso é triste. No futebol, precisamos ser fortes. Embora há sequência de derrotas, falamos no vestiário que conseguimos encerrar ela com a vitória de 2 a 1. Estamos de luto pela eliminação, mas fizemos boa partida. Vamos mostrar quem é quem no elenco, há homens para isso. Os jogadores estão sentindo muito, é hora de unir para ir com força máxima no Brasileiro, no domingo.

“Pedimos desculpas ao torcedor, que veio, fez festa linda, empurrou o time. Não conseguimos sair daqui classificados. Tivemos vantagem nos pênaltis também. Foi um dia em que procuramos fazer o melhor, mas não demos o resultado para a torcida”

FONTE: GLOBOESPORTE.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com