Cultura

Só Lâmina’ reabre na 6ª Galeria de Artes do Sesc

A Galeria de Artes do Sesc Centro, em Porto Velho, reabre nesta sexta-feira, às 13h, com a exposição “Só Lâmina”, do artista plástico Nuno Ramos. Conceituado pelos trabalhos apresentados em eventos de grande porte, como a Bienal Internacional de São Paulo, a visitação de suas peças será prestigiada pelo porto-velhense até o mês de maio próximo.

A exposição representa e exemplifica uma dimensão importante e significativa da já extensa obra de Nuno Ramos. Só Lâmina faz parte da intensa pesquisa que Nuno, desde os anos 80, vem desenvolvendo a respeito das possibilidades que existem para a superfície bidimensional da tela. São onze desenhos, que mostram forte atração que o artista sente pelo literário e o modo como este empolga sua imaginação plástica. Nos trabalhos ele utiliza literalmente a poesia “Uma Faca Só Lâmina” de João Cabral de Melo Neto.

Nuno Ramos montagem

O artista

Nuno Ramos nasceu em São Paulo, em 1960. Escultor, pintor, desenhista, cenógrafo, ensaísta, videomaker, cursou filosofia na Universidade de São Paulo (USP), de 1978 a 1982. Trabalhou como editor das revistas Almanaque 80 e Kataloki, entre 1980 e 1981.

Começou a pintar em 1983, quando fundou o ateliê Casa 7, com Paulo Monteiro (1961), Rodrigo Andrade (1962), Carlito Carvalhosa (1961) e Fábio Miguez (1962), grupo de grande importância na cena paulistana e que existiu até 1985. Nuno participou da XVIII Bienal Internacional de São Paulo, em 1985, a primeira de muitas bienais de que viria participar.

Nuno realizou seus primeiros trabalhos tridimensionais em 1987. No ano seguinte, recebeu do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo – MAC/USP a primeira Bolsa Émile Eddé de Artes Plásticas.

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com