CINEMA: Filme sobre Babenco ganha prêmio no Festival de Veneza

Escrito por
Atualizado: setembro 10, 2019

O filme revela medos e ansiedades, mas também memórias e reflexões, num confronto entre o vigor intelectual e a fragilidade física que marcou a vida do cineasta

“Babenco – Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou”, documentário de Bárbara Paz sobre os últimos dias do diretor Hector Babenco, conquistou o Bisato D’Oro, prêmio da crítica independente, no 76º Festival Internacional de Cinema de Veneza.

O júri justificou a escolha em um comunicado, elogiando o documentário “porque o cinema está filmando a memória, porque o cinema está contando a história daqueles que vivem, daqueles que viveram, porque o cinema está comemorando o amor, porque o cinema é amor”.

Paz se disse emocionada com a escolha e com as palavras do júri. “Eles entenderam tudo isso. O cinema é amor.” O documentário traça um paralelo entre a arte e a doença de Babenco. O filme revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre o vigor intelectual e a fragilidade física que marcou sua vida.

O diretor, que nasceu na Argentina e se naturalizou brasileiro, morreu em 2016, aos 70 anos, vítima de câncer. Foi casado com Paz de 2010 até sua morte. Seus filmes mais famosos incluem “Pixote: A Lei do Mais Fraco” (1982) e “Carandiru” (2003).

FONTE: FOLHAPRESS

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.