Cidades

Por determinação do prefeito Hildon Chaves, Semagric busca alternativas para ajudar os produtores de leite

Milhares de produtores de leite no Estado de Rondônia suspenderam o fornecimento do produto às indústrias, em protesto contra os preços praticados

Milhares de produtores de leite no Estado de Rondônia suspenderam o fornecimento do produto às indústrias, em protesto contra os preços praticados, que, segundo eles, inviabilizam a produção. Embora exista uma movimentação pró-produtores na Câmara Federal, onde a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania aprovou projeto que obriga laticínios a informar ao produtor o que será pago até o dia 25 do mês anterior a entrega, a situação parece longe de ser solucionada de maneira favorável aos produtores.

No entendimento do ex-deputado federal Luiz Cláudio da Agricultura, atual secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Porto Velho, a intervenção do Estado poderia ajudar a solucionar o impasse.

“A competição com derivados do leite vindos de outros estados prejudica a indústria rondoniense, de maneira que uma providência justa seria aumentar a alíquota do produto que vem de fora,” defendeu Luiz Cláudio, acrescentando que “com as medidas de isolamento social, geradas pela pandemia do coronavírus, o mercado consumidor do produto fabricado em Rondônia teve uma retração enorme, com diminuição drástica nas vendas. Vendendo menos, os laticínios empurram a conta para o produtor de leite e na outra ponta quem ganha muito são os supermercados, que aumentam os preços sem que nenhuma ação de fiscalização, principalmente por parte do Procon, seja aplicada com firmeza para impedir abusos”, observou o secretário.

A preocupação de Luiz Cláudio da Agricultura é movida pelo fato de que o Estado de Rondônia, e também o município de Porto Velho, têm expressiva produção de leite e “com o impasse gerado, a cadeia produtiva se quebra e o consumidor é o mais prejudicado, já que o leite é considerado alimento essencial na nutrição principalmente de crianças”.

Enquanto a situação não se ajusta, produtores de leite dos distritos de União Bandeirantes, Rio Pardo, Jacy Paraná e outros, incluindo o município de Candeias de Jamari, na área metropolitana de Porto Velho, estão aproveitando o leite excedente para a fabricação artesanal de diversos tipos de queijos, conforme informou Rui Barbosa, um dos líderes do movimento em Rondônia.

FONTE:  ASSESSORIA CONDECOM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com