Município deve integrar comissão que busca a internacionalização do aeroporto de Porto Velho

Escrito por
Atualizado: maio 15, 2019

Assunto foi pauta de reunião entre o prefeito Hildon Chaves e representantes do setor produtivo

A internacionalização do aeroporto Governador Jorge Teixeira de Oliveira, em Porto Velho, como estratégia para impulsionar a economia regional, foi pauta de reunião entre o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, o presidente da Agência Municipal de Desenvolvimento, Marcelo Thomé, e representantes do setor produtivo do estado, na manhã desta última segunda-feira (13/5).

“A Prefeitura está engajada na luta pelo fortalecimento da economia e aberta a iniciativas que venham ao encontro dessa causa”, afirmou Hildon Chaves, em apoio às propostas que visam o desenvolvimento aéreo do Estado de Rondônia.

Sobre a atuação da Prefeitura, Marcelo Thomé explica que o Município pode apoiar a iniciativa com foco especial na redução do ICMS. “Os empresários também buscam apoio do Executivo Municipal para que a Prefeitura lute, junto com o setor produtivo, para que seja efetivada a internacionalização do aeroporto de Porto Velho, com alfandegamento para passageiros e ampliação do estacionamento para aeronaves, além do alongamento da pista”, salientou o presidente da Agência de Desenvolvimento.

De 27 voos diários, os pousos e decolagens no aeroporto Jorge Teixeira caíram para apenas 9. Segundo Marcelo Thomé, em decorrência desse fator, há alguns anos, a Federação das Indústrias (Fiero) e a Federação do Comércio (Fecomércio) atuam juntas, buscando a internacionalização do aeroporto de Porto Velho e o desenvolvimento de rotas da aviação regional. “Isso é fundamental para o desenvolvimento econômico do estado”.

Ele explica ainda que, com a retomada dos voos, cria-se uma alternativa logística além das rodovias e da hidrovia do Madeira. “O objetivo é acelerar o desenvolvimento, integrar o território do estado de Rondônia e, principalmente, recuperar e ampliar voos a partir de Porto Velho para as demais regiões brasileiras”.

FONTE: Comdecom

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.