Cidades

Hildon Chaves garante implantação de sistemas para atender a comunidade surda de Porto Velho

Você já pensou em ir ao médico, ser atendido, receber uma medicação e não saber o que tem ou por que está tomando tal remédio? Essa é a realidade de muitas pessoas surdas ou com deficiência auditiva e foi relatada ao prefeito Hildon Chaves, que concorre à reeleição, durante reunião com a comunidade surda de Porto Velho no bairro Aeroclube.

Representando a comunidade, o professor surdo, Danilo Ramos, que neste pleito está em busca de uma vaga de vereador na Câmara Municipal, apontou que a dificuldade no atendimento médico é apenas um dos problemas enfrentados pelas pessoas surdas ou com deficiência auditiva.

De acordo com o prefeito Hildon Chaves é inegável a necessidade de uma melhor comunicação dos médicos com os pacientes surdos. “Não podemos garantir um intérprete de Libras em cada unidade de saúde, mas podemos estudar na possibilidade de incrementar dentro do serviço do call center, que foi criado para atender a pandemia do covid, um atendimento por vídeo chamada para garantir a comunicação profissional/paciente. Vamos promover uma assistência na área de saúde mais humanizada”, disse.

Danilo Ramos destacou que no dia a dia das escolas de ensino médio, a presença do aluno surdo – ou até com outra deficiência – tem escancarado as limitações de um sistema de ensino que pode até estar de portas abertas, mas o atendimento ofertado não atende às necessidades de cada aluno como deveria.

“Eu sofri muito nas escolas para conseguir chegar até um mestrado. Em Porto Velho, temos a primeira escola bilíngue da região Norte, contudo ela vai apenas até o 5º ano. Nos anos seguintes, os alunos são inseridos nas escolas do Estado através do sistema de inclusão, mas a necessidade real de cada aluno não é suprida. O nosso grande desejo era que o ensino da escola bilíngue fosse ofertado até o 9º ano”, relatou.

Segundo o prefeito Hildon Chaves, a responsabilidade do município vai até o 5º ano do ensino fundamental e os anos seguintes ficam na incumbência do Governo de Rondônia. “Mas diante das demandas recebidas, podemos verificar a necessidade de fazer uma parceria com o Estado. A prefeitura de Porto Velho está muito avançada na educação à distância e hoje estamos atendendo cerca de 30 mil com a nossa estrutura. A parte tecnológica já temos, agora podemos verificar a possibilidade de preparar um sistema que atenda o 6º, 7º, 8º e o 9º ano de forma gradativa”, disse.

Ao final, o prefeito Hildon Chaves ressaltou que Danilo é o primeiro surdo candidato a vereador da região Norte. ” No Brasil, temos apenas 126 candidaturas de pessoas surdas. Agradeço o apoio do Danilo e de toda a comunidade surda de Porto Velho. Sabemos a importância da inclusão e da acessibilidade das pessoas com deficiência, por isso vamos trabalhar para garantir ainda mais melhorias a todos”, finalizou.

FONTE: ASSESSORIA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com