Brasil Produtivo

Road Show 2016: Eduardo Amorim presidente da PEIXE BR “A Tilápia está gerando emprego e renda no Centro oeste e Sudeste do Brasil”.

Eduardo  lembrou ainda que enquanto as outras proteínas crescem em média 2% ao ano, a do peixe oscila entre 12% e 17% ao ano. Ainda conforme ele, o setor estar recuperando o tempo perdido.

TilapiaA tilápia é um dos peixes mais consumidos no Brasil e no mundo por sua carne branca, saborosa e sem espinhas. É um peixe versátil, que combina muito bem com diversos alimentos.

A Tilápia (Tilapia rendalli) é um peixe omnívoro, herbívoro ou fitoplanctófago.  Alimenta-se de insetos, microcrustáceos, sementes, frutos, raízes, algas, plâncton e pequenos peixes.  A reprodução ocorre a partir dos seis meses de idade, sendo que a desova pode ocorrer mais de quatro vezes por ano. Como protege a prole, o índice de sobrevivência da espécie é bastante elevado. Pode atingir 45 cm de comprimento e 2,5 kg de peso.

Dentro da cadeia do agronegócio, a piscicultura é uma atividade que vem crescendo e apresentando números vistosos, seu crescimento dentro da alimentação do Brasileiro, anima os produtores da região de Aparecida do Taboado (MS) e Santa Fe do Sul  (Extremo Noroeste de São Paulo),  segundo dados oficiais a demanda por pescados no Brasil, é maior que a oferta, ocasionado importação de pescados, principalmente de países como o Vetnan, que são produzidos em condições precárias do ponto de vista sanitário, e do Chile.

Peixe
Presidente da PEIXE BR Eduardo Amorim conversa com jornalistas do Agronegócio em Aparecida do Taboado/MS

Segundo Eduardo Amorim, presidente Associação Brasileira de Piscicultura (PEIXE BR)  os principais estados produtores são: Mato Grosso, com 19,3%; Paraná, com 13%; Ceará, com 7,8%; São Paulo, 6,8% e Rondônia, 6,4%. Só  que esta produção ainda não atende  todo mercado nacional, mas os produtores estão acreditando na força da tilapia e do pescado brasileiro, e estes números tendem a aumentar, vaticinou que nos próximos 20 anos o consumo de peixe deve ultrapassar o de carne suína.

Eduardo, disse a atividade tem despertado o interesse de novos produtores que atraídos pela atividade, apesar da burocracia governamental, principalmente  na liberação das famigeradas licenças ambientais, vêem no setor uma ótima oportunidade de se capitalizar.

Ele lembrou ainda que enquanto as outras proteínas crescem em média 2% ao ano, a do peixe oscila entre 12% e 17% ao ano. Ainda conforme ele, o setor estar recuperando o tempo perdido.

Aquafeed acredita no Setor e Investe  R$ 14 milhões em Fabrica de Ração para Tilápia.

Davi2
Diretor da Aquafeed Davi, faz uma explanação aos Jornalistas

A Aquafeed acreditando no potencial da Tilápia e de outros pescados, está investindo aproximadamente 14 milhões de Reais numa fabrica de ração que vai contar com o que há de mais moderno no setor, com financiamento da ordem de 50 por cento do investimento financiado pelo BNDES, e os outros cinqüenta por cento de sócios da empresa.

A capacidade de produção, no primeiro ano é da Ordem de 36 mil toneladas anual, a previsão de inauguração é agora em Abril, e segundo Eduardo Amorim, presidente da PEIXES BR e um dos sócios do empreendimento essa produção é suficiente para alimentar quase 23 mil toneladas de Tilápias

Mas, segundo o presidente, já vislumbrando o aquecimento do mercado de peixes, principalmente o de Tilápias, e verificando  o aumento de consumo da proteína derivado  de pescado e  a entrada de novos produtores no setor  esta capacidade com certeza,  estará sendo aumentada nos próximos anos.

Conforme  O Senhor David, Diretor da AquaFeed, a empresa utiliza  o sistema  PEPS, primeiro que entra é o primeiro que sai, e isso da uma facilidade para a rastreabilidade do  produto, após a matéria ser liberada,

 A homogeneidade da ração são asseguradas pela utilização de três balanças e peneiras ultra modernas que foram importadas,  garantindo com isso a segurança em todo o processo de elaboração  da ração , sem falar dos moinhos  de alta performance, que produzem  90 % das partículas  abaixo de 0,5 mm. Proporcionando  uma moagem bem particulada, conferindo uma homogeneidade na mistura e com isso proporcionando  uma melhor digestibilidade alimentar.

Finalizando o Diretor David disse que a ração para as a alimentação das Tilápias é de 4-6 mm para a fase de crescimento e de 6-8 mm para a fase de engorda.

GeneSeas; Para confirmar sua liderança , inaugura  novo frigorifico no MS

Fundada em 2001, a GeneSeas é uma empresa 100% brasileira, especialista em pescados, situada nos Estados de São Paulo e do Mato Grosso do Sul.

Breno2
Breno Davis, Diretor da GeneSeas, explica ao Jornalistas, como esta os trabalhos do Frigorífico da Empresa

Querendo reafirmar sua posição de líder no mercado brasileiro de tilápias a GeneSeas estará inaugurando um novo frigorífico na cidade de Aparecida do Taboado /MS, que contara com aproximadamente  2.500 m2 de área construída, com capacidade de abate de  20 mil toneladas ao ano, e que devido a sua proximidade dos produtores que fornecem peixes vivos, vai haver uma  diminuição do stress dos peixes (que são transportados vivos)  agilizando assim o abate ,e diminuindo consideravelmente o custo de transporte para os produtores,

 Conforme o Diretor Breno Davis a previsão de inauguração do novo frigorifico esta prevista para o próximo mês de Abril, e vai gerar  aproximadamente 200 novos postos de trabalhos,  e que certeza, com o  aquecimento do mercado de Tilápias,  esse numero tende a aumentar.

Vejam Fotos da Visita na Aquafeed e na GeneSeas

Eduardo DSCF0542 DSCF0542 DSCF0546 DSCF0548 DSCF0558 DSCF0565 DSCF0578 DSCF0594 DSCF0595 DSCF0597 DSCF0599 DSCF0604 DSCF0610 DSCF0616 DSCF0619 DSCF0621 DSCF0627 DSCF0630 DSCF0634

.

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com