Proteção e nutrição de cultivos são base para a produtividade na agricultura, destaca diretor da UPL durante o Congresso Mulheres do Agro

Escrito por
Atualizado: outubro 21, 2019

“A proteção de cultivos e a saúde vegetal, por meio de modernas tecnologias de biossoluções, são a base para oferecer mais e melhores alimentos para o mundo.” Esse foi o destaque da UPL, uma das cinco maiores empresas de soluções agrícolas do mundo, feito pelo diretor de negócios Marcelo Gardel durante o 4º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio.

Gardel apresentou um case de sucesso da empresa, ao lado de Maritssa Roberta Santos, representante da Bem Brasil Alimentos e da Fazenda Água Santa, que conquistou a certificação global GlobalGAP, de boas práticas agrícolas, com apoio da UPL. A conversa foi mediada pelo jornalista José Luiz Tejon e pelo designer Marco Zanini.

“A UPL deu todo o suporte para a estruturação detalhada do projeto de adequação da propriedade, considerando todos os elos da cadeia produtiva”, contou Gardel. “Além disso, contribuiu para a conquista o nosso programa de saúde vegetal Pronutiva, que passou a ser utilizado durante o plantio das batatas da marca, aumentando ainda mais sua qualidade.”

Para que a Bem Brasil – hoje a maior produtora de batatas pré-fritas do Brasil, com 40% de participação nesse mercado – conquistasse a Good Agricultural Practices (GlobalGAP), foram necessários 18 meses de preparo. A liderança feminina de Ana Cláudia Rocheto, filha e sucessora do atual presidente da companhia, João Emílio Rocheto, foi essencial nesse processo.

“A força da mulher está presente na Bem Brasil, empresa que tem a longevidade como cultura. Essa ideia de longevidade tem como pilar a sustentabilidade socioambiental, que necessita de inovação e tecnologia para atender ao mercado, algo que foi possível aprimorar com o apoio da UPL e do programa Pronutiva”, destacou a representante da Bem Brasil no congresso.

Cooperativas

22 profissionais responsáveis pela comunicação de 20 importantes cooperativas de todo o país foram levados pela UPL para acompanhar o Congresso, como parte do Programa de Cooperativas (CooperUP) da empresa, que objetiva debater os caminhos para a inovação e a comunicação mais eficiente.

Participaram representantes das cooperativas Agropan (MG), C.Vale (PR), Coagril (MG), Coamo (PR), Cocamar (PR), Cocari (PR), Comigo (GO), Coopavel (PR), Copacol (PR), Copercampos (SC), Copercana (SP), Copérdia (SC), Cotrijal (RS), Cotrijuc (RS), Cotrisal (RS), Holambra (SP), Integrada (PR), LAR (PR), Minasul (MG) e Nova Produtiva (PR).

Sobre a UPL

A nova UPL é líder na cadeia de produção de alimentos global e, com a aquisição da Arysta LifeScience, torna-se uma das 5 maiores empresas de soluções agrícolas do mundo. Com receita de aproximadamente US$ 5 bilhões, a nova UPL está presente em 76 países, com vendas para mais de 130 nações. A empresa conta com mais de 10.800 pessoas em todo o mundo. Com acesso ao mercado global para a cadeia de alimentos e focada em regiões de alto crescimento mundialmente, objetivo da empresa é transformar a agricultura através do propósito OpenAg, uma rede agrícola aberta que alimenta um crescimento sustentável para todos. A nova UPL oferece portfólio integrado de soluções agrícolas patenteadas e pós-patente para diversas culturas, incluindo produtos para proteção de cultivos, soluções biológicas e tratamentos de semente para toda a cadeia agroalimentar. Para mais informações sobre a nova UPL, visite: https://br.uplonline.com/.

FONTE: ASSESSORIA TEXTO COMUNICAÇÃO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.