Brasil Produtivo

Produção aumenta em vacas tratadas com Velactis, informa casal de veterinários mineiros

Soraya Carpanez Veiga Barbosa e Guilherme da Silva Furtado Barbosa são de São João Nepomuceno (MG). Casados há 15 anos – desde que começaram a trabalhar juntos em uma fazenda – também seguiram a mesma profissão: a medicina veterinária.

Hoje, eles vivem em Poços de Caldas, com atuação em municípios mineiros, incluindo Andradas, Botelhos, Cabo Verde, Elói Mendes, São Gonçalo do Sapucaí e Três Corações, e paulistas, como Divinolância, Franca e Itobi. “A veterinária permite viver a vida intensamente, e juntos. Desenvolvemos sempre trabalho sincronizado para melhorar resultados e processos”, destaca Soraya.

Esses processos e resultados, especialmente os econômicos, são importantes para quem trabalha com vacas de alta produção. “Hoje assessoramos um grupo de fazendas com números muito positivos, mesmo com desafios, como o estresse térmico e o pós-secagem do leite”, diz Guilherme. “Esse problema causa pesados prejuízos na maior parte das fazendas de leite do país”.

De acordo com Soraya, casos de mastite e posterior abortamento eram comuns. A perda da produção e a morte de alguns animais representavam graves prejuízos. “O uso do facilitador de secagem de leite, Velactis, nos ajudou a minimizar estes problemas”, informa a veterinária. O medicamento, produzido pela Ceva Saúde Animal, é o único do mercado nacional em sua categoria.

“O primeiro benefício observado a partir do uso de Velactis é o aumento do bem-estar das vacas, que ficaram menos estressadas devido à ausência do acúmulo excessivo de leite no úbere. Durante dois anos, avaliamos os resultados de uma fazenda cujas vacas produziam 35 litros/dia até a secagem. Com o tratamento, elas passaram a produzir 1,5 litro a mais do que as não tratadas com Velactis”, cita o casal.

Vendedor técnico de campo da Ceva, Wanderlei Gurzoni atua com Guilherme e Soraya e destaca a competência da dupla de veterinários. “Eles possuem grande conhecimento teórico e prático para contribuir para o aumento da produtividade das fazendas. Por isso, têm obtido excelentes resultados. É motivo de orgulho tê-los como parceiros, proporcionando saúde e conforto aos animais”, afirma Gurzoni.

FONTE: ASSESSORIA TEXTO COMUNICAÇÃO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com