Brasil Produtivo

Nutrição animal pode contribuir para o uso responsável de recursos naturais

Segurança alimentar e conservação do meio ambiente andam juntas quando o assunto é sustentabilidade, destaca BIOMIN

O uso de recursos não-renováveis é um desafio, mas também uma oportunidade de criar novas formas para modernizar a cadeia de proteínas animais e garantir que os negócios sejam cada vez mais rentáveis. A sustentabilidade e o cuidado com o meio ambiente são pilares da produção de alimentos seguros e acessíveis ao consumidor. Além disso, esses conceitos também beneficiam os criadores. A BIOMIN contribui para o desenvolvimento de tecnologias naturais que, aplicadas na alimentação e na água, proporcionam menor impacto ambiental.

“A conservação dos recursos naturais é possível a partir de estratégias que englobam diferentes elos da cadeia das proteínas animais. Como empresa de nutrição animal, desenvolvemos aditivos alimentares para otimizar a conversão alimentar e reduzir ao máximo as emissões de CO2 na produção animal”, explica Ricardo Pereira, presidente da Biomin para América Latina.

Animais saudáveis representam o caminho para levar qualidade e segurança à mesa dos consumidores. Com mais eficiência alimentar, os animais podem atingir o seu máximo desempenho com o uso de menos recursos. Estudos comparativos mostram que ao emitir 1 tonelada de CO2 na fabricação do aditivo fitogênico Digestarom®, proporciona-se redução de 128 toneladas do mesmo gás na produção de frangos de corte. A solução é uma mistura de óleos essenciais com ação antimicrobiana e anti-inflamatória, que melhora a digestibilidade da proteína bruta.

“A boa digestibilidade tem grande importância no desenvolvimento animal. Dessa forma, buscamos sempre melhorar esse processo por meio de soluções naturais que beneficiam o microbioma intestinal. Com melhor absorção de nutrientes pelos animais, menor será o uso de recursos para garantir a produtividade do plantel. É preciso ter em mente que animais saudáveis refletem em melhores ganhos econômicos e pegada ambiental reduzida”, lembra Ricardo.

O uso de antibióticos como aditivos promotores de crescimento – outro ponto de atenção – é um grande desafio no combate à resistência antimicrobiana. Há preocupação global com a eficácia dos antibióticos no tratamento de doenças, caso seu uso inconsequente continue a ocorrer na produção de alimentos de origem animal.

“Trabalhar para o bom funcionamento do sistema imunológico dos animais, com o uso de soluções naturais, é o caminho para o controle de doenças. O portfólio de soluções da BIOMIN é composto por misturas de extratos de plantas e óleos essenciais (os aditivos fitogênicos), além de micro organismos probióticos cuidadosamente selecionados que promovem o equilíbrio da microflora intestinal.  O conceito de sustentabilidade é abrangente e envolve uma série de fatores, mas todos com o mesmo objetivo: preservar o meio ambiente, promover a saúde, segurança e proteção dos alimentos”, conclui Ricardo Pereira.

FONTE: ASSESSORIA TEXTO COMUNICAÇÃO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com