Exportação de café na safra cai 8% em volume e cresce 4,1% em receita

Escrito por
Atualizado: maio 10, 2017
cafezão da massa

O balanço do Cecafé do período de julho/16 a abril/17 inclui o produto in natura, torrado e moído, solúvel e industrializado

As exportações brasileiras de café em grãos e industrializados nos dez primeiros meses da safra 2016/2017 somaram o equivalente a 28,129 milhões de sacas, volume 8% inferior ao embarcado entre julho/16 a abril/17 (30,5 milhões de sacas).

Os embarques de cafés verdes no acumulado da safra caíram 9,2% para 25 milhões de sacas, com destaque para a queda de 89% nas exportações de café conilon (para 238,7 mil sacas). No caso do café arábica o recuo foi de 2,4% para 24,76 milhões de sacas.

Os números são do balanço mensal elaborado pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), que mostram embarques de 2,126 milhões de sacas em abril deste ano, volume 13,5% menor em relação ao mesmo mês do ano passado. Já a receita cambial ficou em US$ 369 milhões, com o preço médio da saca em US$ 173,63, um aumento de 2,7% e 18,7%, respectivamente na comparação com abril de 2016.

Os cafés verdes alcançaram, em abril, um total de 1.868.110 sacas, sendo 1.841.510 de arábica e 26.600 de robusta. O total do café industrializado ficou em 257.944 sacas, uma queda de 6% em relação ao mesmo mês em 2016, sendo 255.959 sacas de café solúvel e 1.985 sacas de café torrado e moído.

Os primeiros quatro meses de 2017 acompanharam o movimento de baixa, com o total de exportações declinando 10,2% na comparação com o mesmo período de 2016. A receita cambial no período foi positiva, com crescimento de 7,2%, somando US$ 1,78 bilhão, com o preço médio da saca a US$ 175,45.

“O registro das exportações de abril segue dentro do cenário previsto na entressafra, com reflexo da redução da produção da safra atual, como também dos estoques existentes. Esse quadro deve se manter até a entrada da nova safra (2017/2018), por conta da menor oferta. Além disso, vale ressaltar que a receita obtida em dólares foi superior à de abril de 2016, resultado dos preços superiores por saca”, afirma Nelson Carvalhaes, presidente do Cecafé.

cecafe (Foto: cecafececafe)
Fonte:Revista GloboRural

Comentar

Print Friendly

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *