Brasil Produtivo

Doenças Respiratórias podem acometer até 60% dos bovinos em confinamento, alerta especialista

Vetoquinol recomenda Forcyl para devolver os animais à produção mais rapidamente. Medicamento já foi usado com sucesso em mais de 1 milhão de bovinos no país

As Doenças Respiratórias (DRB) estão entre as principais causas da baixa produtividade dos bovinos, especialmente na pecuária intensiva, pois além de prejudicarem a produção provocam alto índice de morbidade. “Pesquisas mostram que as DRB estão presentes em até 60% dos animais no confinamento, porém diversas causas podem influenciar o aumento do número de casos, podendo ultrapassar esse índice dos animais doentes”, explica Antonio Coutinho, gerente de produtos de animais de produção da Vetoquinol Saúde Animal.

Dentre as principais causas da DRB no confinamento são estresse no transporte e comercialização; frio e baixa umidade; interação entre os animais; manejo de castração e mochação; status nutricional e outros. Os principais riscos são as bactérias Pasteurella (Mannheimia) haemolytica, Pasteurella multocida e Histophilus somni, sendo a Mannheimia haemolytica a mais frequentemente associada às doenças respiratórias.

“Os pecuaristas devem ficar atentos aos principais sintomas, como febre acima de 41oC, baixa conversão alimentar, queda no ganho de peso, tosse, pelos arrepiados, dificuldade em respirar, secreções nasais e chanfro quente ou seco em fases mais críticas. O tratamento deve ser realizado com o uso de antibiótico de início e pico de ação rápido, proporcionando eficiência no tratamento e retorno rápido à produção”, recomenda Antonio Coutinho.

O especialista da Vetoquinol indica práticas de prevenção ligadas aos protocolos sanitários eficientes, como  manter o ambiente higienizado, com rondas sanitárias, separação dos animais em grupos menores de acordo com a idade, boa ventilação para evitar umidade, atenção à temperatura, regularidade na dieta e, em caso de animais com a doença, isolamento.

Porém, quando é identificada a doença, os tratamentos mais eficazes são realizados com antimicrobianos para alcançar rapidamente a corrente sanguínea e os tecidos pulmonares, agilizando o processo de recuperação. “Diante disso, a Vetoquinol Saúde Animal oferece aos pecuaristas e veterinários uma eficaz linha de produtos para a sanidade dos bovinos. Forcyl é uma excelente solução para controlar as doenças respiratórias, devolvendo os animais rapidamente para a produção. Trata-se de um potente antibiótico de amplo espectro, com baixo período de carência, dose única, rápido início e pico de ação, baixo risco de penalização no abate, menor resistência bacteriana (classe terapêutica moderna), facilidade no manejo, menos estresse para o animal e retorno rápido à produção”, explica Coutinho.

“Como médico veterinário atuante na pecuária, já usei e testei vários produtos, mas nenhum teve o resultado de Forcyl contra as DRB. O tratamento foi rápido e os resultados foram imediatos. Também indico normalmente para mastite e os resultados são certeiros. Forcyl se sobressai em relação a outros produtos, principalmente quando associado a outros medicamentos da Vetoquinol, como Tolfedine”, relata o médico veterinário Augusto Barp Menegat, também parceiro da Agropecuária Balde Cheio (Gaurama, Rio Grande do Sul)

Estudos sobre tratamentos contra as DRB, principalmente as enfermidades causadas por M. haemolytica e P. multocida, têm demostrado que Forcyl (marbofloxacina 16%), utilizando o conceito SISAAB (que consiste em injeção única de um antibiótico de ação rápida), é bastante eficaz, fazendo com que os bovinos voltem ao ganho de peso rapidamente. Com mais de 1 milhão de animais tratados no Brasil, Forcyl é referência global, sendo utilizado com sucesso internacionalmente.

Sobre a Vetoquinol – Entre as 10 maiores indústrias de saúde animal do mundo, com presença na União Europeia, Américas e região Ásia-Pacífico. Grupo independente, projeta, desenvolve e comercializa medicamentos veterinários e suplementos, destinados à produção animal (bovinos e suínos), a animais de companhia (cães e gatos) e a equinos. Desde sua fundação, em 1933, a Vetoquinol combina inovação com diversificação geográfica. O crescimento do grupo é impulsionado pelo reforço do seu portfólio de produtos associado a aquisições em mercados de alto potencial de crescimento, como a Clarion Biociências, ocorrida em Abril/2019. A Vetoquinol gera 2.372 empregos e está listada na Euronext Paris desde 2006 (símbolo: VETO). A Vetoquinol conta com SAC formado por profissionais da área veterinária para auxílio aos clientes. A ligação é gratuita – 0800 741 1005. Site: www.vetoquinol.com.br

FONTE: ASSESSORIA TEXTO COMUNICAÇÃO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com