Atualidades

SAÚDE NA UTI 3: Em nota “TOSCA” SESAU/RO admite que empresa contratada não executava serviços de anestesia, e que cirurgias não estavam sendo feitas.

Tentando enxugar gelo, o secretário da Saúde do estado  de Rondônia médico Fernando Máximo, através de sua assessoria de comunicação encaminhou nota de esclarecimento à Folha Rondoniense tentando  explicar o caos em que se encontra a saúde do estado de Rondônia, em virtude  da série de matérias que  a Folha  está fazendo sobre o caos em que se encontra a saúde do Estado.

Em determinado trecho a nota Diz “No entanto, com a execução parcial dos  serviços contratados, a Sesau está tomando as providências cabíveis” a própria SESAU/RO, através do médico Fernando Máximo confirma que a empresa SERVANE Serviços de Anestesiologia prestava parcialmente os serviços contratados, e vai mais longe ao afirmar na nota que “foi aberto um processo apuratório de inexecução de serviço que está sob a análise da Procuradoria Geral do Estado (PGE)” assumindo publicamente que devido  a incompetência da empresa contratada em dotar os hospitais de anestesistas, abriu processo de investigação.

Confirmando que as cirurgias não estavam sendo realizados a infeliz nota fala “A Sesau está tomando todas as medidas possíveis e se desdobrando para que haja celeridade na normalização da agenda dos procedimentos cirúrgicos eletivos e os pacientes não sejam prejudicados” ora, houve uma quebra na normalidade das cirurgias, e isso a Folha Rondoniense, sempre denunciou, inclusive com áudios do Diretor Técnico do HB de Porto Velho, a nota pífia da SESAU só vem demonstrar que a Folha Rondoniense tinha Razão

Vejam a Nota da SESAU / RO

 Nota de Esclarecimento da Secretaria Estadual de Saúde

Primeiramente a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) preza pela transparência em seus atos e o direito à informação aos seus usuários sempre respeitando a realidade dos fatos.

Por isso faz-se necessário esclarecer que as cirurgias eletivas no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro (HBAP), em Porto Velho, não estão paralisadas, no entanto alguns procedimentos pontuais foram reagendados, devido a problemas na escala de uma empresa credenciada em anestesiologia. Vale ressaltar que os procedimentos de urgência/emergência estão todos assegurados e que apenas algumas cirurgias eletivas serão reprogramadas.

O credenciamento é uma modalidade de licitação por meio da qual a Administração Pública convoca todos os interessados em prestar serviços ou fornecer bens, para que, preenchendo os requisitos necessários, credenciem-se junto ao órgão ou entidade para executar o objeto quando convocados.

No dia 07/05/2019, a empresa de anestesiologia a ser credenciada  manifestou interesse e apresentou os documentos exigidos no edital. Em ato contínuo à análise, fora celebrado o termo de contrato de nº 244/PGE/2019.

No entanto, com a execução parcial dos  serviços contratados, a Sesau está tomando as providências cabíveis em respeito aos princípios que regem a administração pública, mas respeitando também o direito ao contraditório e à ampla defesa, foi aberto um processo apuratório de inexecução de serviço que está sob a análise da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

A Sesau está tomando todas as medidas possíveis e se desdobrando para que haja celeridade na normalização da agenda dos procedimentos cirúrgicos eletivos e os pacientes não sejam prejudicados.

O credenciamento continua aberto para pessoa física e jurídica através do edital de Chamamento Público de nº 020/2019/SUPEL, podendo ser acessado pelo site http://www.rondonia.ro.gov.br/licitacao/251554.

Quem deve investigar é a ALE, O Ministério Público do Estado de Rondônia.

 As noticias sobre a situação critica em que se  encontra a saúde do Estado de Rondônia sob a administração do governador Marcos Rocha e do seu despreparado secretário de Saúde médico Fernando Máximo, já merecem há muito tempo uma investigação rigorosa do Ministério Publico do Estado de Rondônia e da Assembleia Legislativa, pois a empresa que presta serviços de anestesia nos hospitais de Porto Velho e região da grande Cacoal não estáo suprindo as unidades de profissionais anestesistas para as cirurgias, conforme a própria nota da SESAU admite e o áudio do Diretor Técnico já divulgado aqui na Folha Rondoniense confirma, Inclusive no áudio o diretor manda os pacientes procurarem o Ministério Público.

O governador Marcos Rocha precisa urgente rever a administração da Secretaria de Saúde, pois o secretário Fernando Máximo demonstra não entender nada de como se administra uma Saúde estadual, pois como as coisas estão, com esse caos no setor de Saúde, logo, logo, teremos um estrondoso TIC TAC TIC TAC. na saude de Rondônia

Da Redação Folha

Autor Jornalista Gomes Oliveira.

 

 

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
google.com, pub-7782545053471182, RESELLER, f08c47fec0942fa0 #adxnobeta google.com, pub-6305837203541982, RESELLER, f08c47fec0942fa0 #adsensenobeta advertising.com, 27019, RESELLER #VerizonVideonobeta adtech.com, 11471, RESELLER #VerizonDisplaynobeta rubiconproject.com, 20572, DIRECT, 0bfd66d529a55807 #rubiconnobeta rtbhouse.com, TDT9X1pgz7VI2ogjzQLQ, RESELLER #RTBHousenobeta criteo.com, 167147, DIRECT #Criteonobeta vdopia.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #video nobeta chocolateplatform.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #video nobeta vdopia.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #banner nobeta chocolateplatform.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #banner nobeta appnexus.com, 3153, RESELLER, f5ab79cb980f11d1 #nobeta152media appnexus.com, 10478, RESELLER, f5ab79cb980f11d1 #nobetaFI

BAIXE NOSSO APLICATIVO

TEMPO REAL

EM LINHAS GERAIS

TEIA DIGITAL

RESENHA POLÍTICA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com