Rondônia Paralisada: Sem orçamento p/ 2019, e com indicativo de greve dos agentes penitenciário, Governo Marcos Rocha ainda não começou

Escrito por
Atualizado: janeiro 15, 2019

Capital: Não se compra nada, não se empenha nada na administração do governador  Marcos Rocha do PSL, apenas despesas com pessoal civil (Folha e etc.) usando o um doze avos, pois o orçamento do estado, ainda não foi sancionado em definitivo pelo governador, e não esta disponibilizados no sistema do governo estadual pela SEPOG. Tudo isso em função de veto do governador nos artigos 12, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20 e 21 do autografo 408/2018-ALE, de 18 de dezembro de 2018. Que encaminhou o orçamento para sanção do governador.

Como houve vetos do governador no orçamento de 2019, o veto terá que ser submetido a apreciação dos senhores deputados estaduais, que decidirão se mantem ou rejeitam o veto, motivo pelo qual Rondônia esta sem orçamento, as secretariarias e os órgãos da administração direta e indireta estão paralisados.

A lei numero 4.455 de 07 de Janeiro de 2018, que estimou a receita em R$ 8.199.773,479,00, e fixou a despesa em igual valor, assinado pelo governador Marcos Rocha, poderá sofrer mudanças, dependendo de como o Assembleia legislativa vai se comportar, mas já há indicativos dentro do poder legislativo, que o veto do artigo 17, que trata da reposição salarial dos agentes penitenciários será derrubado, pois o governo do estado descumpriu acordo, inclusive com a interveniência do poder  Judiciário do estado.

O Estranho,  é que a equipe de transição do governador Marcos Rocha, não acompanhou a votação do orçamento de 2019 na ALE, e deixou algo da maior importância para o estado que é o orçamento de 2019 ser aprovado do jeito que foi enviado pela equipe do governador Daniel Pereira, enquanto o governador Marcos Rocha curtia descanso  no Sul Maravilha, e agora Marcos Rocha tem um problema sério para resolver.

Segundo informações, o poder legislativo estadual se reunirá dia 22 de Janeiro para deliberação dos vetos do governador, enquanto isso os poderes do Estado, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Tribunal de Contas , e os outros órgãos estão impossibilitados de tocar seus projetos, devido a falta de sensibilidade da equipe do governador em administrar uma questão vital para  o estado de Rondônia, que é o orçamento  do estado para o exercício de 2019

Ao se preocupar com a eleição do presidente  da Assembleia Legislativa, e tratar o Orçamento do estado como questão secundária, o governador Marcos Rocha mostra que não esta preparado para o cargo, e não adianta subir para o ultimo andar do palácio, a mansão governamental, tomar agua com açúcar para se acalmar, que isso não resolve nada.

Da Redação Folha

Autor Jornalista Gomes Oliveira

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.