Reforma administrativa pode demorar um pouco, diz Bolsonaro

Escrito por
Atualizado: novembro 18, 2019

Proposta deve alterar regras do funcionalismo público. Entre elas, estabilidade, extinção de cargos e redução de salários de novos concursados

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse neste domingo (17) que a reforma administrativa – prometida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para esta semana – pode demorar um pouco.

“Vai aparecer aí, mas vai demorar um pouco”, comentou Bolsonaro, ao chegar ao Palácio da Alvorada, no começo da tarde.

Bolsonaro disse, na semana passada, que o texto devia ser enviado com a “menor quantidade possível de arestas”.

A proposta deve alterar regras sobre a estabilidade de novos servidores públicos. Com a reforma, governo pretende extinguir cargos e reduzir salários de novos concursados, entre outras mudanças.

“A política tem de estar casada. Não sou dono de uma empresa. Estou no comando de um país, que tem que ver a questão social, na economia, tem que ver um montão de coisa”, disse o presidente naquela data.

Relatórios financeiros

Questionado sobre a decisão do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, em manter o pedido de acesso aos relatórios financeiros de cerca de 600 mil pessoas produzidos nos últimos três anos pelo antigo Coaf, Bolsonaro desconversou.

“Sou o presidente do Executivo”, respondeu.

Bolsonaro disse ainda que não deve acompanhar a final do Mundial Sub-17, entre Brasil e México, em partida marcada para as 19 horas no Estádio Bezerrão, no Gama (DF).

 

FONTE; R7 com Agência Estado e Agência Brasil

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.