Ivo Cassol consegue mais 10 Milhões para Construção do Hospital de Cacoal

Escrito por
Atualizado: abril 17, 2017

O Senador Ivo Cassol (PP-RO), juntamente com o Deputado Federal Luiz Claudio se reuniram na última quarta-feira (12), com o Ministro da Saúde Ricardo Barros, para reivindicar a liberação de recursos para a Construção do Hospital de Urgência e Emergência de Cacoal.

Esse convênio que teve início em 2.013 na gestão do ex-prefeito Padre Franco, por intermédio do Senador Ivo Cassol, terá agora continuidade com a Prefeita Glaucione Rodrigues, que é a Construção do Hospital Municipal de Urgência e Emergência.

A obra está orçada em R$ 20 milhões de reais, em 2.013 o Ministério da Saúde empenhou R$500.000,00 para iniciou das obras dos quais R$ R$ 372.000,00 já foi medido e pago, faltando 19,5 milhões e o Ministro da Saúde se comprometeu e garantiu ao Senador Ivo Cassol a liberação de mais 10 milhões de reais a serem empenhados ainda nesse ano de 2.017. “Essa obra é de suma importância para a população de Cacoal, tendo em vista que o município não possui unidade de atendimento de primeiros socorros e precisamos urgentemente implantar um hospital de urgência e emergência. Já construímos um Hospital Regional, agora vamos construir um hospital municipal de grande porte”, comentou o Senador.

ARIQUEMES

Para Ariquemes o Senador reivindicou a reforma elétrica, hidráulica e predial do Hospital Municipal, que custará em torno de R$ 3.000.000,00. O ministro da Saúde se comprometeu ainda no final do ano passado quando esteve em Rondônia a repassar esses recursos para Ariquemes e agora será feito o empenho e posterior liberação dos recursos.

MAIS MÉDICOS

No encontro com o Ministro Ricardo Barros, o senador Ivo Cassol, reforçou o pedido para aumentar a quantidade de médicos do Programa Mais Médico, para os Municípios do Estado de Rondônia.

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que aja 1 médico para cada 3.000 habitantes. A população de Ariquemes ultrapassa a marca dos cem mil habitantes e Cacoal, 87.877, segundo estimativa de 2016 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O pedido feito ao ministro é para aumentar a quantidade de médicos dos cerca de 52 Municípios do Estado de Rondônia que necessitam de mais profissionais para atender as demandas do Programa Saúde da família.

O Senador sugeriu ao Ministro dar prioridade aos médicos inscritos e residentes no munícipio ou então caso não tenha nenhum, que seja residente em município mais próximo, evitando assim de mandar os médicos para outros Estados longe de seus familiares.

Outra sugestão de Cassol foi aproveitar os médicos formados nos países vizinhos e que ainda não tenham o CRM, que sejam cadastrados via OPAS e possam dar atendimento nos PSF’s.

Fonte: Assessoria

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *