Atualidades

‘‘Isso é enganar o povo’’, diz Hildon Chaves sobre método de distribuição de medicamentos para Coronavírus praticado pelo governo Marcos Rocha

O prefeito de Porto Velho participou de programa de televisão onde debateu os protocolos relacionados à COVID-19

O prefeito de Porto Velho Hildon Chaves, do PSDB, participou de programa de televisão (publicado também na internet) e debateu protocolos relacionados ao combate do Coronavírus (COVID-19/SARS-CoV-2).

Medicamentos

Em determinada passagem, o tucano é questionado sobre a distribuição dos medicamentos sob responsabilidade da Prefeitura da Capital.

E respondeu:

“Estamos comprando, sim, a Ivermectina, e não vamos distribuir na calçada do Prédio do Relógio. Isso não é honesto com a população. Isso se cria uma falsa imagem de que está tudo bem”.

O drive thru de Marcos Rocha

Sobre a distribuição, destacou que os medicamentos são entregues nos postos de saúde mediante receita médica.

“Não é no carro nem no meio da rua. Isso é politicagem”.

Embora não tenha citado especificamente, o trecho diz respeito às medidas empunhadas pelo governo Marcos Rocha, sem partido, onde, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau/RO), tem realizado drive thru, entregando medicamentos nas mãos dos cidadãos.

“Eu não tomaria Cloroquina, mas se o médico prescrever e a pessoa quiser tomar, ok. Também não vou distribuir Cloroquina na rua, isso é irresponsabilidade. Não posso distribuir Azitromicina porque isso é antibiótico, é medicamente controlado!”.

Isolamento social

Também perguntaram ao chefe do Executivo estadual sobre sua postura diante da questão de isolamento social. Ele foi direto: “Eu prefiro errar por excesso de zelo, do que pecar por omissão”.

“Não estou preocupado com isso”, respondeu ao ser questionado sobre eventual erro político.

Mantendo ainda as considerações sobre o assunto isolamento social, Chaves respondeu que não foram os empresários que o elegeram, mas sim o povo.

“Eu não estou preocupado com isso. Não estou preocupado com questão política. Não sei se sou candidato à reeleição, e isso é o que menos importa. Não é hora de fazer política. É hora de cuidar da saúde e da vida das pessoas”, concluiu.

FONTE: Rondoniadinamica

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com