Folha Paralela: Tribunal de Justiça condena ex deputado Maurão de Carvalho a 14 anos de prisão

Escrito por
Atualizado: maio 6, 2019

O ex deputado Maurão de Carvalho, foi condenado a 14 anos de prisão pelo seu envolvimento no escândalo da folha paralela que desviou aproximadamente 11 milhões de Reais  dos cofres da   Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia. O Pleno do Tribunal de Justiça de Rondônia  condenou  o ex deputado a pena de 14 anos e 7 meses de prisão, inicialmente em regime fechado.

A Condenação foi na Ação Penal 0000364-37.2010.822.0000

A ação penal 0000364-37.2010.822.0000 tramitava desde 2010.

O relator da Ação foi o desembargador José Antônio Robles e o revisor, o decano Eurico Montenegro.

O esquema de corrupção implantado na sede do Poder Legislativo de Rondônia foi revelado pela Polícia Federal em 2006 na “Operação Dominó” após gravações feitas pelo ex-governador Ivo Cassol e divulgadas no Fantástico da Rede Globo,

Estima-se que o esquema desviou mais de 11 milhões de reais da Assembleia Legislativa de Rondônia – ALE, por meio de uma folha de pagamento paralela, que funcionou no período de junho de 2004 a junho de 2005, e resultou na condenação de 25 pessoas, no regime inicialmente fechado.

De acordo com a justiça, na folha paralela constavam nomes de pessoas de boa-fé, que buscavam um emprego público, mas tiveram seus nomes inseridos indevidamente em cheques sem terem prestado serviços, assim como recebido os respectivos valores.

Em Julgamento recente no Tribunal de Justiça, foram absolvidos na ação penal da folha Paralela os ex deputados Everton Leoni e o ex deputado Nereu Klosinski

Da Redação Folha

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.