Atualidades

Dataprev libera mais 7 milhões de análises para auxílio de R$ 600

Ainda não tem previsão de quando esses beneficiários vão receber a ajuda; para este sábado, a Caixa deverá pagar 1,2 milhão de outro lote liberado

A Dataprev, empresa que avalia dos dados para o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600, e o Ministério da Cidadania homologaram e vão enviar nesta sexta-feira à Caixa novos lotes dos cadastros finalizados pelo aplicativo e site do banco. São mais de 7 milhões de requerimentos referentes aos dias 11 a 17 de abril.

Com o recebimento dos cadastros, esses requerentes deverão ser informados pela Caixa, no aplicativo ou site, sobre o resultado da análise realizada pelos órgãos.

Já foram enviados nesta semana outros 8,2 milhões de cadastros que estavam em processo de validação, referentes ao período de 7 a 10 de abril. Deste grupo, 7 milhões já receberam o benefício na quarta-feira (22) e 1,2 milhão deverá receber neste sábado (25), por meio da conta poupança digital da Caixa.

No total, somente do grupo 1 (informais), 32 milhões de cadastros concluídos – entre os dias 7 e 10 de abril – já foram processados. Desse total, 15,2 milhões foram considerados elegíveis; 11,6 milhões necessitam de revisão cadastral; 3,5 milhões foram classificados como inelegíveis; e 1,7 milhão precisa de processamento adicional.

Nova análise

As pessoas que não foram aprovadas para receber o auxílio poderão se cadastrar no aplicativo ou no site da Caixa para uma nova avaliação. O aplicativo Caixa Auxílio Emergencial passou a disponibilizar a possibilidade de nova solicitação ou contestação do resultado da análise efetuada pela Dataprev.

Como fazer o pedido de nova avaliação

Se o retorno da análise for “dados inconclusivos”, será permitido ao cidadão realizar nova solicitação. Os motivos da inconclusão podem ser:

• marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro

• falta de inserção da informação de sexo

• inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data
de nascimento

• divergência de cadastramento entre membros da mesma família

• inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito

Se o resultado for “benefício não aprovado”, o cidadão poderá contestar o motivo
da não aprovação ou realizar nova solicitação.

Período da pandemia

O auxílio emergencial inclui três parcelas de R$ 600 durante o período da pandemia de coronavírus. Desde 9 de abril, já foi pago um total de R$ 23,5 bilhões a 33,2 milhões de brasileiros, entre trabalhadores informais, autônomos, mães chefes de família e beneficiários do Bolsa Família.

FONTE: R7.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com