Agronegócio

Rondônia contribui para fortalecer o Agro+ ao lançar versão local do programa

O ministro Blairo Maggi defendeu as medidas do programa de modernização e de desburocratização do Agro+, ao participar nesta segunda-feira (13), do lançamento da versão local do programa em Porto Velho (RO). Maggi disse que foram feitas mudanças em centenas de ações que envolvem o cotidiano dos produtores, que “precisavam esperar até sete meses para mudar uma mesa de lugar, dependendo de autorização de Brasília”. O programa teve início em agosto do ano passado no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento , e já foi adotado também no Rio Grande do Sul e em São Paulo.

O ministro observou que tem falado diretamente com veterinários e com trabalhadores da área operacional do agronegócio para descobrir quais são os entraves que atrapalham tarefas simples do dia a dia. “Quando você retira a burocracia, é mais dinheiro na mão do produtor e mais emprego gerado no país”, afirmou.

Maggi fez um relato a autoridades do governo de Rondônia, a parlamentares e a produtores das viagens que tem realizado ao exterior para ampliar a participação brasileira no mercado mundial do agronegócio. Nessas ocasiões, aproveita para esclarecer a respeito do cumprimento à legislação ambiental do país. Segundo ele, é preciso que alguém faça esse papel lá fora, porque existem “narrativas ultrapassadas em relação ao cuidado com o meio ambiente”.

Se outros países, afirmou Blairo Maggi, preservassem a natureza como fazem os brasileiros, possivelmente os problemas climáticos não estariam acontecendo. “Temos 61% de nosso território totalmente preservado. Ninguém no mundo tem essa condição”, enfatizou. O Brasil precisa se impor nesse debate e o mínimo que espero é o reconhecimento pelo que fazemos, disse o ministro.

Acompanhado do secretário-executivo, Eumar Novacki, o ministro comprometeu-se a apoiar a 6ª Feira de Negócios e Tecnologia – Rondônia Rural Show, que acontecerá entre os dias 24 e 27 de maio na capital.

Países andinos

Durante Encontro da Agricultura, na Federação das Indústrias do Acre, em Rio Branco (AC), durante a manhã, produtores pediram ao ministro apoio para maior aproximação com países andinos a fim de ampliar o comércio. O ministro se comprometeu a interceder junto ao Itamaraty para fortalecer as relações do Acre e de Rondônia com os países vizinhos.

Rondônia tem importante participação na pecuária de leite do país, além da produção de café e de grãos. No Acre, destacam-se, além da extração de borracha, a produção de castanhas. São seis os países andinos, Chile, Colômbia, Peru, Bolívia, Equador e Venezuela.

Outro tema de interesse no Acre é a regularização fundiária na região. O ministro disse ter falado recentemente com o presidente Michel Temer sobre o assunto e que essa é uma preocupação de governo. Nos últimos 20 anos, 88 milhões de hectares de terras foram distribuídas no Brasil sendo que 90% desse total encontram-se irregulares.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social MAPA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
google.com, pub-7782545053471182, RESELLER, f08c47fec0942fa0 #adxnobeta google.com, pub-6305837203541982, RESELLER, f08c47fec0942fa0 #adsensenobeta advertising.com, 27019, RESELLER #VerizonVideonobeta adtech.com, 11471, RESELLER #VerizonDisplaynobeta rubiconproject.com, 20572, DIRECT, 0bfd66d529a55807 #rubiconnobeta rtbhouse.com, TDT9X1pgz7VI2ogjzQLQ, RESELLER #RTBHousenobeta criteo.com, 167147, DIRECT #Criteonobeta vdopia.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #video nobeta chocolateplatform.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #video nobeta vdopia.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #banner nobeta chocolateplatform.com, 15003, DIRECT, 49a66ce31a704197 #banner nobeta appnexus.com, 3153, RESELLER, f5ab79cb980f11d1 #nobeta152media appnexus.com, 10478, RESELLER, f5ab79cb980f11d1 #nobetaFI

BAIXE NOSSO APLICATIVO

TEMPO REAL

EM LINHAS GERAIS

TEIA DIGITAL

RESENHA POLÍTICA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com