Agronegócio

Probióticos são alternativas para disbiose intestinal em aves de corte

A doença é comum em todas as fases da vida das aves mas pode ser controlada por meio de probióticos na alimentação, recomenda a Biomin

A avicultura é uma atividade extremamente profissional e a produtividade, tanto do segmento de corte quanto de postura, é medida em detalhes. “O uso de antibióticos em doses terapêuticas foi, por muitos anos, considerado o tratamento recomendado para a disbiose (desequilíbrio da microbiota intestinal) na forma subcutânea, ao nascer ou via água de bebida das aves. A evolução da tecnologia em saúde e nutrição animal proporciona novas soluções naturais, como os probióticos”, informa Renata Reis, gerente regional da Biomin, empresa de soluções nutricionais naturais do Erber Group.

Em um experimento a campo, a Biomin analisou 8,6 milhões de aves tratadas com micro-organismos probióticos e prebióticos, tanto no incubatório quanto nos primeiros dias das aves. No dia do nascimento, 20% dos pintinhos apresentavam gás no ceco. Já no terceiro dia, esse percentual subia para 50%.  A presença de gás nessa região é um dos sinais que indicam a disbiose intestinal, problema que afeta diretamente a produtividade da granja.

“A partir desses dados, começamos a incluir o uso de probióticos desde o incubatório via spray e depois administramos a versão encapsulada na ração de 1 a 9 dias de idade. Os resultados foram notados em menos de 7 dias de uso, pois as bactérias benéficas foram capazes de colonizar o ceco, conhecido por ser um reservatório das bactérias patogênicas”, explica a especialista da Biomin.

O estabelecimento da microflora intestinal equilibrada reduziu os agentes patogênicos e a mortalidade. Como consequência, também houve melhoria da conversão alimentar e no ganho de peso, sem efeitos colaterais negativos. “A aplicação de estratégias naturais também contribui para o movimento mundial da redução do uso de antibióticos na produção animal”, diz Renata.

“Sabemos que a resistência antimicrobiana é um dos grandes desafios. Assim, precisamos implementar alternativas eficientes para ter o mesmo ou mais sucesso em problemas comuns na produção, como é o caso da disbiose intestinal em aves”, destaca a gerente da Biomin. A empresa possui em seu portfólio a solução PoultryStar, específica para aves de corte, que promove uma microflora intestinal saudável a partir de micro-organismos probióticos cuidadosamente selecionados para agir mesmo sob condições ambientais difíceis.

 

FONTE: ASSESSORIA TEXTO COMUNICAÇÃO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com